Treinamento Funcional, já ouviu falar?

O treinamento funcional ganha mais adeptos e se consolida como uma alternativa muito interessante para praticantes de inúmeras atividades físicas. O Treinamento Funcional baseia-se na prescrição de exercícios que permitem o acionamento dos músculos e articulações de forma global, desenvolvendo coordenação motora, flexibilidade, agilidade, equilíbrio, força

Implanta em diminuir o foco em volume, intensidade e intensidade de treino. O treinamento funcional tem crescido em popularidade e, em vista disso, muitas pessoas têm procurado o treinamento funcional como alternativa à musculação tradicional.

Porém, embora as características do treino sejam funcionais, elas podem ser observadas nos padrões, já que muitos clientes buscam objetivos como emagrecimento e hipertrofia muscular.

treinamento-funcional
                  Treinamento funcional

 

Musculação VS Treinamento Funcional

Na teoria, a musculação tradicional e o treinamento funcional são metodologias de treinamento sem treinamento de força, ou seja, seria redundante como duas coisas combinadas. Porém, embora ambos os exercícios de força sejam diferenciados, os objetivos são diferentes e, consequentemente, um processo de tomada de controle também diferenciado, o que torna uma combinação possível.

Na musculação tradicional, o aspecto costuma ser sobre a força e hipertrofia muscular. Para isso, os programas possuem treinamento básico em exercícios com foco sobre um ou vários grupos musculares, em geral, executados com o volume e intensidade elevados (ex., Muitas séries, cargas elevadas).

treinamento-funcional
                  Treinamento funcional

 

Já no treinamento funcional , o Objetivo E um Adaptação multifuncional, OU SEJA, Trabalhar O Corpo de forma Integrada e equilibrada, focado Não em APENAS UMA, mas em TODAS como Capacidades Físicas (Força, Coordenação, Equilíbrio, Flexibilidade, etc.). Para isso, os programas de exercícios com características mais globais, que distribuem mais de dois grupos musculares, priorizando uma técnica, são os padrões de movimento em um único exercício.

Estes são perfis e características, uma priorizarão de treinamento tradicional, o volume e intensidade, trabalho de trabalho com os módulos básicos, você é o instrucional funcional funcional são a intensidade da estrutura de cada método de métodos possíveis, porém devendo-se tomar cuidado com a carta o volume do treinamento. O caso também pode ser usado como um dos dois métodos em dias alternados, mas ele também pode depender da funcionalidade e do perfil do seu aluno.

Treinamento Funcional: Característica

Movimentos não cíclicos, diferentemente do que se observa no treino tradicional, como as tarefas cotidianas não são executadas em ciclos, ou seja, as tarefas estão sujeitas a uma seqüência de curtos intervalos de tempo.

Porém, os exercícios são focados nos movimentos que fazem no nosso cotidiano, por meio de movimentos naturais como pular, agachar, girar, correr, empurrar e alongar. Com o objetivo de desenvolver a autonomia, a funcionalidade e a mobilidade (ex. Levantamento Terra, Jerk, Ciclícos, ex. Flexão de braços, agachamentos), com o movimento de um só movimento e padrão, o modelo de treinamento costuma ser circuitado.

treinamento-funcional
       Treinamento funcional

 

Estabilidade do núcleo: onde estão deitados, em todas as situações cotidianas, uma demanda de estabilidade e força do tronco é grande. Treine principalmente com pesos livres: Pesos livres, não apenas melhoram a força como ainda ajudam a promover o equilíbrio. Assim, é comum o exercício com a mesma força que é comum nas sessões de treino funcional (ex. Prancha, Rotação de Tronco).

Essas são as dicas do Falcão para quem quer saber sobre o tema!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *