Treinamento Funcional, já ouviu falar?

O treinamento funcional ganha mais adeptos e se consolida como uma alternativa muito interessante para praticantes de inúmeras atividades físicas. O Treinamento Funcional baseia-se na prescrição de exercícios que permitem o acionamento dos músculos e articulações de forma global, desenvolvendo coordenação motora, flexibilidade, agilidade, equilíbrio, força

Implanta em diminuir o foco em volume, intensidade e intensidade de treino. O treinamento funcional tem crescido em popularidade e, em vista disso, muitas pessoas têm procurado o treinamento funcional como alternativa à musculação tradicional.

Porém, embora as características do treino sejam funcionais, elas podem ser observadas nos padrões, já que muitos clientes buscam objetivos como emagrecimento e hipertrofia muscular.

treinamento-funcional
                  Treinamento funcional

 

Musculação VS Treinamento Funcional

Na teoria, a musculação tradicional e o treinamento funcional são metodologias de treinamento sem treinamento de força, ou seja, seria redundante como duas coisas combinadas. Porém, embora ambos os exercícios de força sejam diferenciados, os objetivos são diferentes e, consequentemente, um processo de tomada de controle também diferenciado, o que torna uma combinação possível.

Na musculação tradicional, o aspecto costuma ser sobre a força e hipertrofia muscular. Para isso, os programas possuem treinamento básico em exercícios com foco sobre um ou vários grupos musculares, em geral, executados com o volume e intensidade elevados (ex., Muitas séries, cargas elevadas).

treinamento-funcional
                  Treinamento funcional

 

Já no treinamento funcional , o Objetivo E um Adaptação multifuncional, OU SEJA, Trabalhar O Corpo de forma Integrada e equilibrada, focado Não em APENAS UMA, mas em TODAS como Capacidades Físicas (Força, Coordenação, Equilíbrio, Flexibilidade, etc.). Para isso, os programas de exercícios com características mais globais, que distribuem mais de dois grupos musculares, priorizando uma técnica, são os padrões de movimento em um único exercício.

Estes são perfis e características, uma priorizarão de treinamento tradicional, o volume e intensidade, trabalho de trabalho com os módulos básicos, você é o instrucional funcional funcional são a intensidade da estrutura de cada método de métodos possíveis, porém devendo-se tomar cuidado com a carta o volume do treinamento. O caso também pode ser usado como um dos dois métodos em dias alternados, mas ele também pode depender da funcionalidade e do perfil do seu aluno.

Treinamento Funcional: Característica

Movimentos não cíclicos, diferentemente do que se observa no treino tradicional, como as tarefas cotidianas não são executadas em ciclos, ou seja, as tarefas estão sujeitas a uma seqüência de curtos intervalos de tempo.

Porém, os exercícios são focados nos movimentos que fazem no nosso cotidiano, por meio de movimentos naturais como pular, agachar, girar, correr, empurrar e alongar. Com o objetivo de desenvolver a autonomia, a funcionalidade e a mobilidade (ex. Levantamento Terra, Jerk, Ciclícos, ex. Flexão de braços, agachamentos), com o movimento de um só movimento e padrão, o modelo de treinamento costuma ser circuitado.

treinamento-funcional
       Treinamento funcional

 

Estabilidade do núcleo: onde estão deitados, em todas as situações cotidianas, uma demanda de estabilidade e força do tronco é grande. Treine principalmente com pesos livres: Pesos livres, não apenas melhoram a força como ainda ajudam a promover o equilíbrio. Assim, é comum o exercício com a mesma força que é comum nas sessões de treino funcional (ex. Prancha, Rotação de Tronco).

Essas são as dicas do Falcão para quem quer saber sobre o tema!

Emagrecimento. Tudo o que você deveria saber!

Fique longe das dietas da moda, principalmente as que vendem “secar”, “chapar” e “derreter” gordura como slogan. Não é possível emagrecer de forma rápida, tendo em vista que isso seja saudável. Saiba que talvez elas até podem funcionar como estratégias de curto prazo, mas se você quer resultados sólidos a longo prazo e busca por um emagrecimento saudável, saiba que 90% das pessoas que fazem dietas restritivas engordam novamente ou dobram seu peso num prazo de 6 meses há 1 ano. Mas cuidado, comer comidas saudáveis em excesso também podem engordar, se você for guloso, não tem jeito.

emagrecimento
                      Emagrecimento

Dieta e Exercício Físico

Além de insustentáveis,  você restringe tanto os alimentos e, quando finalmente os come, faz exageros e ganha tudo que você perdeu. As dietas restritivas são as que mais influenciam negativamente no emagrecimento.  E se além da restrição energética ainda tiver restrição de exercícios, poderá haver perda de massa muscular que agravará ainda mais o processo de emagrecimento.

Já os exercícios físicos se tornam aliados nesse processo, por exemplo, a musculação estimula o aumento de massa muscular, enquanto os exercícios aeróbicos estimulam as células a queimar mais gordura, melhorando a capacidade cardiorrespiratória e o condicionamento físico. Estudiosos defendem que, a longo prazo, a musculação pode ser uma importante arma para auxiliar no emagrecimento.

emagrecimento
                          Emagrecimento

Emagrecimento Feminino

Você já deve ter ouvido falar que para emagrecer você deve fazer uma diminuição do consumo de calorias, e  deve combinar isto com muito gasto por meio de exercício físico, certo? No entanto, esse desequilíbrio pode trazer diversas reações adversas, e nas mulheres em especial pode trazer problemas mais sérios, como desequilíbrios e distúrbios no sistema cardiovascular, no ciclo menstrual, como anovulação, oligomenorreia ou amenorreia, infertilidade, diminuição da massa óssea e maior possibilidade de fraturas por estresse.  

Mas se dietas muito restritivas e fazer atividade física durante horas não são a solução mais saudável, então o que fazer? Imagine que quando você  iniciar uma dieta, ela irá te acompanhar o resto da vida. O segredo do emagrecimento é melhorar a qualidade da alimentação e realizar exercícios mais intensos, pois esses sim tem efeito positivo no metabolismo, fazendo seu corpo melhorar a queima de gordura em repouso. Nada de industrializados, coma comida caseira, e de verdade, não restrinja, sem seja extremistas, faça pequenos ajustes dentro do possível na sua rotina.

Gordura na Barriga

Já sabemos que o excesso de gordura pode causar diversos problemas de saúde, e mais preocupante ainda, é a gordura “visceral” que se acumula na região abdominal, mais especificamente intra-abdominal. Esse acúmulo de gordura está diretamente associada a doenças como diabetes, hipertensão, etc. Portanto, perder gordura, especialmente nessa região é importante para saúde.

O que sabemos, no entanto, é que não existe remédio, suplemento e tampouco estratégias saudáveis que façam isso ser fácil. O que parece ser eficiente mesmo é a prática de exercícios, especialmente os de alta intensidade, seguidos de uma boa alimentação equilibrada.

emagrecimento
                          Emagrecimento

 

Existem diversos protocolos de treinamentos baseados em evidências científicas que confirmam eficiência no emagrecimento. E apesar de não haver o melhor método, a mensagem que fica para quem deseja emagrecer e/ou perder barriga, é que os exercícios de alta intensidade são uma ótima opção. Exemplo HIIT/HIT;

Ou seja, agora você já sabe que não precisará mais ficar horas em atividades monótonas e chatas correndo o risco de não ter um resultado desejável, em vez de passar horas em atividades de baixa intensidade como caminhar ou fazer aquela corridinha sem graça, comece a amplificar a intensidade dos seus exercícios, por exemplo intercalando baixa e alta intensidade durante as tarefas.

Emagreça com Cuidado

Em muitos casos usa-se hormônios para ganhar músculo, mas acaba-se ganhando gordura. A gente se culpa do fracasso, em vez de culpar a dieta que não funciona. Depois, usa-se hormônio em uma dieta restritiva para perder gordura, mas perde-se músculo. Além de serem veneno para o corpo, nesse caso, não há um emagrecimento com qualidade, nem seguro, nem eficaz.

 

O que as pesquisas sugerem é que, se houvesse menor volume de treino, com uma dieta mais equilibrada, a perda de gordura ocorreria de maneira mais gradual sem tanta perda de músculo.

Outra vez, ter uma rotina alimentar e uma rotina de atividade física constante é dica mais lógica para quem deseja ganhar massa muscular e perder gordura é aderir aos exercícios mais intensos, com baixo volume e adotar uma dieta equilibrada. Não faça exageros, seja na hora de aumentar, seja restringindo calorias e nutrientes. Simples assim! Não faça dietas restritivas, seu corpo vai trabalhar para você recuperar tudo de novo, nada de radicalismo ou extremismos, pois, no final das contas, isso pode trazer mais prejuízos que benefícios.

Essa é a dica do Falcon pra você!